top of page

As cinco fases da transformação dos negócios

Atualizado: 17 de mar. de 2023

Da negação à mudança efetiva, saiba o que, em geral, acontece com as pessoas em cada etapa de um projeto de transformação nas empresas



É começo de ano, o Carnaval já passou e de repente te dá aquele estalo: “não dá mais pra adiar a transformação do meu negócio”.


Aí tu te empolga, busca ajuda especializada, investe pesado naquela tecnologia que está em alta, na mudança do modelo de gestão, em um baita projeto de inovação e, junto com tudo isso, na transformação da cultura empresarial.


Dale!


Daí a tua equipe começa a se comportar de um jeito estranho. As lideranças parecem meio desconfortáveis e a galera não responde às novidades da forma como se esperava. Aquilo que foi planejado parece ficar cada vez mais difícil de sair do papel. Metas não são alcançadas e a sensação geral é que o dinheiro investido não vai reverter em resultados.


Então vem a frustração.


É nesse ponto que muita gente desiste. Um estudo mundial do Boston Consulting Group (BCG) feito em 2020 ilustra bem o que a gente quer dizer: 70% das transformações digitais não são bem-sucedidas e não atingem seus objetivos. O levantamento também aponta que 44% das empresas até criaram algum valor de negócio, mas não atingiram todas as metas planejadas e tiveram apenas mudanças limitadas no longo prazo. Outras 26% criaram valor limitado (menos de 50% da meta) e não produziram mudanças sustentáveis.


Por que isso acontece?


Os motivos podem ser inúmeros, mas aqui queremos destacar um dos principais: as pessoas. Afinal, qualquer transformação depende diretamente delas. E se a tua equipe não entende os motivos das mudanças, não se engaja e se compromete com elas, ah, dificilmente a transformação sai do papel.


O ser humano, por natureza, é resistente às mudanças. É nosso papel em prol da preservação da espécie. Mas nós também somos altamente adaptáveis quando impulsionados pra isso, especialmente pela dor. Pois é, a dor ainda é o maior agente transformador da nossa sociedade.


Isso porque, de um jeito ou de outro, sempre vão haver os resistentes, os desadaptados, aqueles que querem voltar ao “normal” diante da rapidez das mudanças ao invés de se adaptar ao novo. É assim no mundo, por quê não seria nos negócios?


Ao longo das consultorias que já fizemos, identificamos que, de formas diferentes para cada empresa, uma mudança significativa vai passar por cinco grandes fases. São elas:


Fase 1 - Geralmente ocorre no primeiro mês do projeto. É o momento em que a mudança é anunciada e se dissemina pela equipe aquele pensamento de "opa, lá vem mais uma campanha motivacional do RH!" ou “bah, outro projeto de transformação digital por aqui, bora”.



Fase 2: Conforme as comunicações sobre a transformação vão acontecendo, instala-se o pessimismo. "Calma, daqui a pouco eles esquecem isso" é o pensamento geral. Em um projeto de um ano, por exemplo, essa fase costuma durar de 3 a 4 meses.


Fase 3: A visão técnica reage às mudanças. Aqui os argumentos contra ela são verdadeiros, mas já se começa a usar outra mentalidade pra avaliá-los. Também há decisões importantes para o futuro do negócio. Em geral, aqui se vão três meses de um projeto anual.


Fase 4: BUM! O nono mês costuma ser a hora do boicote geral. "Se a mudança é um risco, derruba o cara!"


Fase 5: Se a transformação sobreviver ao nono mês, aqui é a hora do desconforto geral da gestão, o momento em que todos reclamam que estão trabalhando sem parar e só recebem cobrança.


Daí em diante vem a virada. O novo já é normal e os desadaptados estarão fora do jogo.


Conhecer essas etapas e saber como lidar com as pessoas em cada uma delas representa uma diferença significativa entre uma transformação bem-sucedida e o fracasso. Ou seja: não basta incluir no teu planejamento somente as metas e objetivos da transformação, mas é fundamental prever as formas como as pessoas vão lidar com ela, ouvir seus anseios e receios ao longo do processo e fazer concessões e adaptações nos momentos em que a coisa parece travada demais.


Só assim, levando a galera junto contigo, é que a transformação irá, de fato, levar teu negócio para um outro patamar. O patamar dos negócios que dão resultados ao mesmo tempo em que resolvem um problema do nosso mundo.



Se a vontade de se transformar é grande, mas a transformação não está rolando aí no teu negócio, fale com a gente que podemos te ajudar.






Leia também:




Descrição da imagem: foto de duas mulheres agachadas que escrevem em papéis no chão. Elas participam de atividade de um dos nossos shifts. Sobre a imagem, o texto em destaque: "As 5 fases da transformação dos negócios".

22 visualizações0 comentário
bottom of page