top of page

Dia Mundial da Saúde e nosso impacto para a transformação do setor


Conheça agora seis tipos de projetos realizados pela nossa equipe de consultores em organizações de Saúde de todo o Brasil


Transformar um setor tradicional e que cuida de algo tão sensível quanto a vida humana é uma tarefa complexa. Afinal, quando falamos de mudar o foco do atendimento a pessoas com doenças já estabelecidas para o de fazer a gestão continuada da saúde e qualidade de vida, não estamos falando só de mudar uma organização isoladamente.


Essa mudança representa uma baita transformação social.


E é uma transformação social que se tornou (ainda mais) urgente depois de enfrentarmos uma pandemia. Um dos principais legados da Covid-19 no setor de Saúde foi justamente o aumento do uso de tecnologia. Mesmo antes de enfrentarmos a crise sanitária, o setor de TI específico para a Saúde tinha previsão de alcançar US$ 326,1 bilhões em 2021 em todo o mundo. A estimativa já mais que dobrou no pós-pandemia, subindo para US$ 662 bilhões até 2026.


As tecnologias que ganharam mais destaque foram aquelas focadas em garantir o acesso das pessoas ao atendimento de forma segura e protegidas do vírus. Sim, estamos falando da telemedicina. De acordo com um relatório da McKinsey & Company, o seu uso aumentou em 38 vezes desde que a pandemia teve início. Só no Brasil, a pesquisa TIC Saúde apontou que, em 2022, a teleconsulta foi utilizada por 33% dos médicos e 26% dos enfermeiros.


São dados para se comemorar, certo?


Até são, mas só a telemedicina não muda o foco do setor de Saúde. Precisamos de transformações mais profundas para entregar mais qualidade de vida às pessoas. Precisamos de novos modelos de negócio, pensados desde o início com o foco de incentivar o autocuidado e promover a gestão continuada desse cuidado.


A boa notícia é que o setor de Saúde no qual a gente acredita aqui na FOURGE não é só possível. Ele é real e está acontecendo exatamente agora, em vários projetos que ajudamos a conduzir em organizações de Saúde de todo o Brasil.


Conheça alguns formatos desses projetos abaixo:


1- Estruturação de modelos de atenção primária à saúde

A atenção primária é um modelo que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), oferece atendimento personalizado, acessível e baseado na comunidade, atendendo 80% a 90% das necessidades de saúde de um indivíduo ao longo de sua vida.


Com base nessas premissas, construímos modelos de negócio que garantem que as pessoas sejam tratadas em sua integralidade, com planos de cuidado baseados em sua realidade de vida e levando em consideração, ainda, os fatores sociais, econômicos e culturais da sociedade na qual ela vive.


2- Implantação de gestão de saúde populacional

A saúde populacional diz respeito aos indicadores de saúde dentro de um determinado grupo, em vez do estado de saúde de uma pessoa isoladamente. Esse grupo pode ser formado tanto por pessoas que vivem em uma cidade ou mesmo país quanto por aquelas que são beneficiárias de planos de saúde ou trabalham para a mesma empresa.


O foco aqui é incentivar a criação de modelos assistenciais com a pessoa no centro do negócio e baseados no cuidado integral e continuado à saúde. Um exemplo específico é o de um projeto que tem como objetivo otimizar todos os processos envolvidos na internação de pacientes, facilitando o acesso aos dados de cada pessoa que passa pela internação e, por meio deles, direcionando melhor o cuidado, incluindo também o acompanhamento pós-internação.


3- Planejamento estratégico em Saúde

Pela nossa especialização em Saúde, somos capazes de ajudar as organizações do setor a desenhar um planejamento estratégico específico e personalizado, que leva em consideração todas as particularidades que envolvem o cuidado à vida.


4- Desenvolvimento de talentos na Saúde

Por meio da metodologia do ikigai, filosofia de vida japonesa com foco no propósito, ajudamos organizações de Saúde no desenvolvimento dos seus talentos. Nossos projetos respeitam o contexto da saúde, já que sabemos que se trata de uma realidade bem diferente de outros setores, com exposição a certos tipos de pressões distintas de outros mercados. Por isso, nossos projetos trazem uma atuação bem personalizada para quem trabalha em Saúde.


5- Reestruturação de modelos de auditoria

Para nosso time, auditoria é muito mais que uma checagem de itens que não estão sendo cobrados. O objetivo dos nossos projetos é ressignificar o papel das pessoas que trabalham com a auditoria, desenvolvendo um modelo mais focado em valor e conectado a um novo modelo assistencial no qual as pessoas são o centro do cuidado e, consequentemente, da organização.


6- Valorização da experiência das pessoas

Aqui entendemos pessoas como clientes, colaboradoras, profissionais de saúde, prestadoras de serviços de saúde e qualquer outra que interaja de alguma forma com a organização. Nesse tipo de projeto usamos ferramentas que proporcionam uma experiência mais positiva para as pessoas, como modelos de medição de satisfação e insatisfação, estruturação de canais de reclamação ou denúncias. Também trabalhamos com o conceito de omnichannel, de forma que haja vários canais que se conectam entre si de forma a ampliar as oportunidades de acesso às operadoras de plano de saúde e prestadores.



Se tu trabalhas em uma organização de Saúde, quem sabe esses projetos podem servir de inspiração pra mudar por aí? Se precisar de uma ajuda, já sabe: fale com a gente!





Leia também:


コメント


bottom of page